Projeto – climalert

Projeto

Serviço de Alerta Precoce sobre Riscos Climáticos, relacionados com a água, para uma melhor resiliência no território Sudoe.

EIXO 4:
Luta contra as alterações climáticas
Objetivo 5B1:
Melhorar a coordenação e a eficácia dos instrumentos de prevenção, de gestão de catástrofes e a reabilitação das zonas sinistradas.
Custo total:
1.486.000,00 €
Apoio FEDER:
1.114.500,00 €
Convocatória:
TERCEIRA
Duração:
37 Meses 01/09-2019 - 31/08/2022

O clima do território Sudoe (Portugal, Espanha e parte da França) apresenta um acentuado déficit hídrico que conduz a uma importante incerteza sobre a disponibilidade do recurso de água. Por outra parte, as alterações climáticas estão cada vez mais a acentuar esse deficit hídrico e a aumentar tanto a variabilidade climática como eventos climáticos extremos.
climalert propõe a elaboração de um serviço transnacional de alerta precoce sobre riscos climáticos, relacionados com a água (secas, incêndios e inundações), no território Sudoe, a zona da Europa mais castigada por fenómenos associados a alterações climáticas.

Este serviço baseia-se na integração de todas estas informações numa infraestrutura de dados espaciais, de natureza regional, incluindo dados que cumprem com o estipulado na diretiva OpenData e INSPIRE assim como produtos biofísicos derivados de imagens do programa Copernicus da ESA (Série Sentinel), modelos numéricos de previsão e informação agroclimática, em tempo real, das redes disponíveis no âmbito da zona de cooperação.
A climalert pretende desenvolver uma plataforma que permita alertar sobre potenciais efeitos extremos do clima (secas, incêndios, inundações e erosão do solo) e que sirva de apoio na tomada de decisões, tanto por parte de agentes públicos como de privados, no sentido de conseguir uma gestão eficaz da água e da erosão do solo.

O projeto tem como finalidade desenvolver uma plataforma transnacional para aglutinar os dados fornecidos pelos satélites Sentinel (radar, óticos e infra-vermelho próximo) e Landsat (óticos e térmicos), dados climáticos sobre o ar e o solo, previsão do tempo e mapas do solo, hidrografia e altitude.
Esta plataforma será testada em diferentes localizações, distribuídas por todo o espaço de cooperação, contando com a colaboração, durante as fases de design e implementação, de todos os agentes interessados (proteção civil, associações de agricultores, organizações de gestão do ambiente, etc.). Ademais, esta plataforma visa ajudar a prever e a entender o comportamento dos fenómenos climatéricos extremos e a gestão de água, tanto no âmbito rural como urbano.

O sistema de alerta precoce melhora a coordenação e a prevenção.

Contacte-nos

Coordinador do projeto
ACMG- Jean-François Berthoumieu

ACMG Aéroport d’Agen, 47520.
Le Passage, France